QlikView

Changing tires

O tempo anda curto para postar no blog, mas tenho uma boa desculpa. Comecei agosto assumindo o desafio de abrir minha própria empresa, a Cluster, focada exclusivamente em Design e Visualização de Dados para QlikView.

Teremos nosso blog lá, então os posts não serão mais publicados aqui no Pessato.com.

 

Cluster Design

Standard
QlikView

2 ferramentas gratuitas para ajudar no Design para QlikView

Depois de uma pausa de 10 dias para férias e 3 semanas seguidas viajando em função de projetos pela Toccato, estou retomando o blog com um post sobre dicas de ferramentas gratuitas que ajudam no trabalho de design de aplicações QlikView:

Greenshot

http://getgreenshot.org/
Fiquei sabendo desta ferramenta através do pessoal da Qlik. Serve para capturar “screenshots” de maneira personalizada, onde você pode escolher a seleção exata do que “printar” e salvar diretamente como png, jpg, mandar por email, copiar para a área de trabalho, etc. Uso bastante para fazer mockups das telas que serão desenvolvidas no QV.

ColorOracle

http://colororacle.org/
Simula a visão de uma pessoa com daltonismo, onde o tipo mais comum é aquele em que a pessoa não consegue distinguir verde do vermelho. Como 10% dos homens sofrem deste mal (1% apenas para as mulheres), é prudente considerar essas questões também no design das aplicações. Um agravante no caso do QlikView é que as seleções ativas, por padrão, ficam realçadas em verde.
Durante o desenvolvimento de uma aplicação sempre uso essa ferramenta para “scanear” as abas por inconsistências de cores. Como uso cores através de variáveis, quando encontro cores muito próximas (na visão de um daltônico), é só fazer um pequenos ajuste nas variáveis e pronto. É um pequeno detalhe que pode fazer toda a diferença para 1 em cada 10 homens.

Standard
Data Visualization

Portal da Transparência: nem tão transparente assim.

Depois de muito tempo sem acessar o Portal da Transparência do Governo Federal, resolvi dar uma conferida nos números consolidados de 2013.
Sem entrar na análise da interface gráfica do portal em si – que pode ser melhorada e muito – busquei encontrar uma visão geral dos números, sem entrar nos detalhes, por isso procurei logo por gráficos.

post-portal-transparencia-1

O Portal só traz gráficos relativos a quanto o Governo Federal repassa para o programa Bolsa Família, Transferências totais por Localidade ou por Função.
Fiquei curioso para ver como a União repartiu o bolo de dinheiro entre as Federações. A primeira frustração é ver que os dados de 2013 estão atualizados somente até Março. Me deti a uma análise no repasse de 2012. Como moro em Santa Catarina, logo me chamou a atenção que a região SUL recebeu somente 10% dos repasses de 2012. O Nordeste soma 37%.

post-portal-transparencia-2

Minha segunda frustração foi justamente quando busquei saber qual percentual cada região repassou para o Governo e então cruzar estas informações, afinal, o cidadão tem o direito de saber quanto sua região contribuiu para a União e quanto recebeu de volta. Nada. Não há informação em outra tela ou gráfico, e muito menos as duas informações consolidadas em um único objeto de análise, o que seria ideal.
Um exemplo de visualização desta informação está demonstrada na figura abaixo (dados fictícios) e foi construída usando o QlikView.

post-portal-transparencia-exemplo

Intencional ou não, esta falta de informação prejudica uma análise mais rica dos dados. A interface, navegação e os objetos de análise de dados utilizados também podem ser melhorados seguindo as melhores práticas (substituir o gráfico de rosca por barras; limpar bordas, grids e efeitos do gráfico de barras na análise ano a ano, e assim por diante).

A propósito, o portal disponibiliza informações sobre as Receitas da União, porém não por localidade, e não de forma gráfica, como mostra a figura abaixo.

post-portal-transparencia-3

Standard
QlikView

Design para o público certo: a importância do Briefing

Antes de iniciar o projeto de desenvolvimento de uma aplicação QlikView, é fundamental entender para quem estamos construindo a interface e o que se espera dela.

Normalmente, da parte do cliente, há inúmeras pessoas envolvidas em um projeto de app QlikView, desde a equipe de TI, equipe de negócios, diretores e gestores, até o responsável pelo projeto, ou seja, a pessoa que escolheu você ou a empresa onde você trabalha para prestar o serviço.

Com tantas pessoas envolvidas, não é raro encontrar o profissional que está desenvolvendo a aplicação tentando atender a todos. Mesmo que tenha sido levantada uma lista de requisitos e indicadores a serem considerados, é fundamental para o sucesso do projeto detalhar o grau de importância de cada um destes indicadores com quem de fato irá usar a aplicação.

Para ajudar a identificar estas questões, é recomendável fazer um briefing com o cliente. Possíveis perguntas são:

  • Qual é o perfil do público? (cargo, faixa etária, familiaridade com softwares de gestão, etc)
  • Como o público lê as informações atualmente? (se utilizam outro softwares, planilhas, etc.)
  • O público tem familiaridade com o QlikView?
  • Qual a resolução de tela mais utilizada?
  • Quais os dispositivos a serem considerados? (smartphones, tablets, etc.)
  • Existe identidade visual da marca do cliente?
  • Quais as principais perguntas que os usuários farão? (pelo menos de 3 a 4 perguntas por aba)
design-briefing-qlikview

Imagem: Divulgação / QlikTech

O briefing visa esclarecer pontos sobre o perfil do público final, os principais questionamentos que este público fará (os quais a aplicação deve responder de forma rápida e simples), referências gráficas para desenvolvimento do estilo visual, dentre outros. Ter estas respostas documentadas é importante para que, ao final do projeto, sejam revisadas. Quanto mais fiel ao briefing, maior será o grau de satisfação dos usuários.

Nota: diferentemente do levantamento de métricas e KPI’s (geralmente descritas no anteprojeto) que é um documento técnico, o briefing tem um caráter informal e visa qualificar as informações levantadas no anteprojeto.

Standard